Saturday, 18 de January de 2020

POLÍTICA


Política

Para Kátia Abreu, governo perdeu o melhor momento para fazer reformas

29 Oct 2008

No retorno ao Senado após a licença de quatro meses, a senadora Kátia Abreu (DEM-TO) alertou para o fato de o Brasil ter perdido o momento propício à realização das reformas necessárias para que, hoje, o país estivesse blindado contra a crise financeira internacional. “Quantas vezes discutimos a necessidade de se fazer a reforma tributária, alertamos para a alta carga tributária, para o aumento dos gastos públicos. Muitos imaginaram que era apenas discurso de oposição, implicância com o governo. Mas alertamos o governo para o quanto era importante aproveitar os bons ventos da economia mundial naquela época”, disse Kátia Abreu em seu primeiro pronunciamento, realizado nesta quarta-feira, 29 de outubro.

 

A senadora alertou que, o agronegócio, por exemplo, será um dos setores mais atingidos pela crise. “Nós teremos uma redução na aplicação de tecnologia, o que significa menos produtividade, menos renda para o produtor rural e menos condições de pagar os compromissos com os bancos na próxima safra”, destacou.

 

 Lembrando que à época da discussão sobre a CPMF, que foi extinta pelo Senado a partir de janeiro deste ano, Kátia Abreu observou que as previsões catastróficas feitas pelo governo não se concretizaram. Ao contrário, somente o excedente de arrecadação tributária no primeiro semestre deste ano corresponde o total arrecadado com a CPMF em todo o ano de 2007.

 

 “Não pode nos faltar coragem para fazer as mudanças necessárias”, disse a senadora, completando que o melhor momento passou, e agora é hora de a Oposição contribuir para enfrentar a crise. “O governo não pode querer resolver sozinho, é hora de dividir a responsabilidade com os deputados e senadores, pois aqui no Congresso temos homens e mulheres responsáveis”, afirmou.

 


MUNICÍPIOS


Kátia Abreu chamou a atenção para a crise os municípios já vêm enfrentando e tende a se agravar com a crise financeira internacional. Segundo a senadora, se o crescimento do PIB em 2009 cair de 5% para 3,5%, conforme já admite o governo, também haverá redução na arrecadação do IPI (Imposto sobre Produto Industrializado) e do IR (Imposto de Renda), que formam o FPM (Fundo de Participação dos Municípios), os prefeitos terão dificuldades para cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). “A LRF é uma lei muito boa, mas não prevê momentos de crise como este”, observou.

COMPARTILHE:


Confira também:


Economia

Governo do Tocantins e Conselho Regional de Administração firmam parceria para fomentar empreendedorismo

Parceria entre o Governo do Estado e CRA visa otimizar o desenvolvimento econômico e social do Estado

Economia

Confiança dos empresários do comércio cresce em janeiro

Com relação a gestão de suas empresas, 69% dos entrevistados falaram que esperam aumentar um pouco o número de funcionários em sua empresa.


Educação

Educadores participam de Curso de Liderança e Gestão Educacional

Durante esses dois dias de formação os educadores serão conduzidos pelo conferencista, palestrante e consultor em Educação e Gestão, Renato Casagrande, que os levará a desenvolverem competências comportamentais, conceituais e técnicas de forma que estes at


SES

Mutirão da Corregedoria da SES garante mais de R$ 3 mi em estoque de materiais e medicamentos

Foram analisadas as responsabilidades em casos de produtos não entregues, entregues parcialmente ou com atraso na entrega à SES


Ageto

Governo realiza roçagem de rodovias do perímetro urbano de Palmas


Seduc

Educação amplia atendimento para cadastro de matrículas de alunos novatos na rede estadual


Moradia

Governo inicia entrega de casas no Jardim Taquari em fevereiro


Abastecimento

Estado distribui vacina pentavalente a todos os municípios tocantinenses


Educação Superior

Unitins divulga lista com locais de provas do Vestibular 2020/1 do Câmpus Paraíso


Palmas

AASJN realiza XVIII Encontro de Musicistas, 4º Prêmio Músico Nota 10 e debate Campanha da Fraternidade 2020



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira