Wednesday, 20 de March de 2019

POLÍTICA


Tocantins

Repasse adicional de 1% do FPM entra nos cofres das prefeituras nesta sexta-feira, 07; ATM estima R$ 60 milhões distribuídos aos Municípios

06 Dec 2018    13:31    alterado em 07/12 às 13:31
Repasse adicional de 1% do FPM entra nos cofres das prefeituras nesta sexta-feira, 07; ATM estima R$ 60 milhões distribuídos aos Municípios

Está previsto para esta sexta-feira, 07, o repasse de 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). A Associação Tocantinense de Municípios (ATM), estima que as prefeituras do Estado compartilhem o montante de cerca de R$ 60 milhões em recursos extras que, na avaliação da entidade, auxiliará as gestões municipais no fechamento das contas. A ATM fez a estimativa com base nos dados do 4° relatório de avaliação fiscal do Governo Federal.

Esse recurso é uma conquista do movimento municipalista brasileiro, encabeçado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), com o apoio das associações estaduais, como a ATM. O repasse do dinheiro extra foi aprovado pelo Congresso Nacional há mais de dez anos atrás, por meio da Emenda Constitucional 55/2007.

13° salário
O presidente da ATM e prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano, orienta os gestores a utilizarem os recursos em compromissos cujos prazos estão prestes a vencer. “O principal deles é o 13° salário dos servidores, além de outras despesas que precisam ser honradas até o fim do exercício. A orientação é para que as gestões municipais fechem as contas com saldo positivo”.

O presidente da ATM lembra os prefeitos que sobre o 1% extra do FPM não há incidência do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). “No entanto, por se tratar de uma transferência constitucional e por incorporar a Receita Corrente Líquida (RCL) do Município, os limites constitucionais de investimento em saúde e educação devem ser observados”, alerta Mariano.

Números
Nas estimativas da ATM o valor bruto do 1% extra do FPM é de R$ 60.059.322,36. Já com os descontos do 1% do PASEP, o valor líquido cai para R$ 59.458.729,14. Os municípios que detêm o menor coeficiente (0,6) devem receber R$ 279.047,56 em valores líquidos.

Entre os municípios maiores, Paraíso do Tocantins deve receber R$ 930.158,53, enquanto Porto Nacional recebe R$ 1.023.174,38, em valores líquidos. Já Gurupi receberá R$ 1.302.221,94 e Araguaína R$ 3.122.002,33. A capital do Tocantins, Palmas, recebe R$ 11.503.085,87.

Veja a estimativa por coeficiente
0,6 – R$ 279.047,56
0,8 – R$ 372.063,41
1,0 – R$ 465.079,26
1,2 – R$ 558.095,12
1,4 – R$ 651.110,97
1,6 – R$ 744.126,82
2,0 – R$ 930.158,53
2,2 – R$ 1.023.174,38
2,8 – R$ 1.302.221,94
4,0 – R$ 3.122.002,33
Capital – R$ 11.503.085,87

COMPARTILHE:


Confira também:


Imbróglio

PGR pede informações sobre dinheiro depositado em conta da Lava Jato

Em nota à imprensa, após a decisão do ministro, a força-tarefa da Lava Jato disse que pediu a suspensão do fundo antes mesmo do pedido feito por Raquel Dodge ao STF.

Ocorrência

Polícia Civil prende dois suspeitos de tráfico de drogas no interior do Estado

Os policiais civis também cumpriram mandado de busca e apreensão na residência de M.T.C, sendo que, no local, foram encontrados uma balança de precisão e um aparelho celular.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira