Wednesday, 22 de January de 2020

POLÍTICA


Ricardo Ayres

Tocantins poderá ter política estadual de prevenção e tratamento da Leishmaniose

10 Jul 2019
Tocantins poderá ter política estadual de prevenção e tratamento da Leishmaniose

Foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins o Projeto de Lei que dispõe sobre a política estadual de prevenção e tratamento da leishmaniose visceral canina – LVC. De autoria do Deputado Estadual Ricardo Ayres (PSB), a propositura tem a finalidade de criar políticas públicas, de forma integrada, contra essa que é uma das seis mais graves epidemias parasitárias no mundo.

Dentre os pontos previstos na proposta aprovada estão a implantação de ações conjuntas entre os órgãos competentes dos Estados e dos Municípios. Essa força tarefa trabalhará campanhas de divulgação e esclarecimento à população, campanhas gratuitas de diagnósticos, vacinação e encoleiramento gratuito em animais vulneráveis, dentre outros.

Ainda pela proposta, fica estabelecido que todos os animais vertebrados infectados pela leishmaniose poderão receber tratamento conforme preconiza o Código de Ética da classe médica-veterinária. Também ficam estabelecidas as responsabilidades do Estado, Município e tutores quanto a tratamentos, diagnóstico e controle da doença. “Precisamos agir para conter essa doença que é uma epidemia. A leishmaniose está em expansão e o Brasil já é responsável por 90% dos casos na América Latina”, explicou Ayres. Para se tornar Lei a proposta agora tem que ser sancionada pelo governador.

A doença
A Leishmaniose é causada por um protozoário do gênero Leishmania e pode acometer tanto o homem quanto o cão. É transmitida pela picada do mosquito infectado. Normalmente a proliferação destes mosquitos ocorre em regiões próximas a matas e encostas de morros e tem o hábito de picar ao anoitecer e se contamina ao picar uma pessoa ou cão doente. A doença afeta principalmente cães, mas também pode afetar animais silvestres e seres humanos. Estima-se, entretanto, que, para cada caso em humanos, há uma média de 200 cães infectados.

Existem dois tipos de leishmaniose: leishmaniose tegumentar ou cutânea, que se caracteriza por feridas na pele, que se localizam principalmente nas áreas expostas do corpo. O segundo tipo é a leishmaniose visceral, É uma doença sistêmica, que ataca vários órgãos internos.

COMPARTILHE:


Confira também:


Serviço

Governo inicia nesta semana serviços de roçagem e sinalização viária na ponte FHC e em Taquaruçu

Serviços visam garantir a segurança viária e proporcionar melhores condições de trafegabilidade para usuários das vias estaduais

Ocorrência

Polícia Civil apreende aproximadamente 15 quilos de entorpecentes na BR-10, na saída para Porto Nacional

Durante a ação, as equipes da DENARC efetuaram em flagrante a prisão de do condutor do veículo


Avaliação

Hemocentro Coordenador de Palmas mantém aprovação acima de 93% dos pacientes e doadores

Foram entrevistados aproximadamente 32% dos doadores de sangue e 22% dos pacientes atendidos com doenças do sangue


Agenda

Mostra de Artes Cênicas abre seleção para grupos da Capital

O espetáculo receberá o cachê de 3 mil e o representante deverá emitir nota e se responsabilizar pelo repasse dos cachês da sua equipe e em toda parte técnica necessária para o espetáculo acontecer.


Kátia Abreu

Durante evento na capital, Kátia Abreu anuncia recursos para cirurgias bariátricas


Negócios

Sebrae e Prefeitura de Palmas formalizam parcerias para beneficiar pequenos negócios


Energisa

No Tocantins, mais de 10 mil clientes se cadastraram na Tarifa Social de energia em 2019


Segurança pública

CIOPAER apoia ação de captura de suspeitos


Em Palmas

Polícia Civil desvenda crime e prende homem por suspeita de homicídio ocorrido em conveniência


Infraestrutura

Trecho da TO-050 entre Porto e Palmas começa a receber serviços de manutenção



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira