Thursday, 05 de December de 2019

RELEASES


Agrotins

Adolescentes do Centro Socioeducativo de Palmas buscam conhecimento na Agrotins

09 May 2018
Adolescentes do Centro Socioeducativo de Palmas buscam conhecimento na Agrotins Prática da horticultura no tem despertado a vocação e o talento em muitos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas

Em busca de novidades e inovações, os adolescentes da unidade socieoducativa estão conferindo de perto o que a Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins 2018) está mostrando desde a terça-feira, 8, no Parque Agrotecnológico de Palmas. A 18ª edição do evento, este ano, tem como tema O Futuro da Agroindústria Sustentável. A prática da horticultura no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case), em Palmas, tem despertado a vocação e o talento em muitos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas e qualquer nova oportunidade de conhecimento nessa área nunca é desperdiçada.

A primeira visita de três adolescentes, junto com o chefe do Case, Eduardo Fontoura, três técnicos socioeducadores, quatro analistas técnicas e dois membros da Diretoria de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente (DPDCA), os servidores Auricélia Moreira e Marcos Miranda, ocorreu na manhã dessa terça-feira, começando por um tour pela feira. Outro grupo fará visita no decorrer desta semana.

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) é parceria da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio da DPDCA, ao ceder os kits refeição aos adolescentes e à equipe técnica que os acompanham. Eles ganharam ainda mudas de árvores frutíferas e sementes variadas para serem utilizadas no pomar e na horta do Case.

Segundo Auricélia Moreira, o objetivo da visita é oportunizar aos adolescentes cumpridores de medidas socioeducativas a vivência, o acesso à cultura, ao lazer e a profissionalização, que são direitos que o Estado, a família e a sociedade devem oportunizar, como prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) em seu artigo 4º.

A horticultura faz parte dos planos de atividades pedagógicas das unidades. “Essa prática serve para estimular os jovens a pensarem na profissionalização, para quando deixarem as unidades socioeducativas. Queremos mostrar que há um universo de oportunidades nesse ramo de negócio”, disse a diretora de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente, Izabel Ribeiro.

As hortaliças cultivadas no Case, como alface, couve, rúcula e cheiro verde, entre outras, pelos próprios adolescentes, são 100% orgânicas e utilizadas na alimentação deles mesmos. Segundo o chefe da unidade, Eduardo Fontoura, os adolescentes participam diretamente de todas as etapas de plantio. “Desde a preparação da terra, até a colheita, tudo é realizado pelos adolescentes. O cultivo de hortaliças na unidade promove a inserção dos adolescentes no mercado de trabalho. É uma excelente maneira de ocupar o tempo deles de forma positiva”, destaca.

COMPARTILHE:


Confira também:


Economia

Indústria avícola do Nordeste planeja instalar centro de distribuição no Tocantins

Uma das maiores processadoras de frangos, ovos e embutidos nordestina, que opera em quatro estados da região, programa iniciar operação no Estado

Assembleia

Criação de comitê e ampliação de recursos para o Meio Ambiente são propostas em audiência

A ampliação de recursos financeiros ao Meio Ambiente também faz parte dos encaminhamentos apresentados pelo deputado Ricardo Ayres (PSB), autor do requerimento que propôs a discussão.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira