Sunday, 21 de July de 2019

SAÚDE


Panorama

16,2 milhões de mulheres brasileiras não vão ao ginecologista há pelo menos um ano

08 Mar 2019    23:53    alterado em 08/03 às 23:53
16,2 milhões de mulheres brasileiras não vão ao ginecologista há pelo menos um ano

Uma pesquisa da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia -  FEBRASGO revelou que aproximadamente 16,2 milhões de mulheres não fazem consultas no ginecologista ou obstetra há mais de um ano. Outras 4 milhões nunca procuraram atendimentos com o médico ginecológico.
 
A pesquisa apontou também quais os motivos as mulheres entrevistadas alegam para não procurar o médico. “Não preciso ir, pois estou saudável” correspondeu a 31% das respostas; “Não considero importante ou necessário ir ao médico ginecologista” foi a resposta de 22% das entrevistadas; não ter acesso ao médico no local onde mora  totalizou 12%; ter vergonha, 11%; e não ter tempo, 8%.
 
O levantamento ouviu 1.089 mulheres com mais de 16 anos de todas as classes sociais, em todo o país. Não realizar o exame preventivo pode causar inúmeros problemas à saúde da mulher, como explica o ginecologista da Acreditar Tocantins, Dr. Tárcio Ribeiro Callou
 
“O câncer de colo de útero é um deles e o mais grave. É um dos que mais mata mulheres no Brasil, principalmente porque, em boa parte dos casos, a descoberta é tardia”, informa o médico.
 
A estimativa também indicada pela pesquisa é de que 20% das mulheres com mais de 16 anos correm o risco de ter algum problema ginecológico e não fazem ideia disso.
 
Dados
Segundo o Instituto Nacional do Câncer – INCA, no ano de 2018 foram estimados 16.370 novos casos de câncer de colo do útero em mulheres no Brasil. Muitos dos casos estão ligados à falta de prevenção.
 
Normalmente não existem os primeiros sintomas do câncer de colo do útero. Na maioria dos casos, o câncer é identificado durante o exame de Papanicolau ou apenas nas fases mais avançadas.
 
“O (a) ginecologista é o (a) profissional de confiança da mulher, é uma relação importante a ser estabelecida. A visita precisa ser regular, um compromisso que a mulher deve ter com ela mesma”, conta Dr. Tárcio.
 
Procure um ginecologista
Já entre as mulheres que procuram o ginecologista, os principais motivos são a necessidade de esclarecer algum problema ginecológico (20%), a suspeita ou confirmação de gravidez (19%) e a prevenção (54%).
 
A pesquisa da FEBRASGO apontou também que, quando se trata do acesso ao ginecologista entres as que vão com regularidade, a média da idade para a primeira vez é de 20 anos.
 
Fatores do câncer colo de útero
São vários os fatores de risco para a incidência de câncer do colo do útero, entre eles estão os fatores sociais, hábitos de vida e fatores ambientais, tais como baixas condições sócio-econômicas, atividade sexual precoce, muitos parceiros sexuais, vício de fumar e falta de higiene.

COMPARTILHE:


Confira também:


Cuiabá

Em encontro com o ministro Dias Tofolli, presidente do TJTO defende autonomia dos Tribunais para aprovar projetos de interesse do Judiciário estadual

Do encontro convocado pelo ministro Dias Toffoli e no qual ele franqueou a palavra a todos os presidentes dos tribunais, saiu a Carta de Cuiabá

Estacionamento Rotativo

Tribunal de Justiça reconhece competência do TCE para emitir cautelar durante julgamento sobre o Estacionamento Rotativo de Palmas

O relator do processo, desembargador Ronaldo Eurípedes, apresentou seu voto no último dia 27 de junho negando o pedido da empresa com fundamento. no posicionamento do Supremo Tribunal Federal (STF)



Seciju

Ações contra violações de direitos são realizadas em praias do estado

Equipes técnicas da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) participaram de reuniões para fortalecimento da Rede de Proteção e realizaram ações de sensibilização nas praias de Porto Nacional e Pedro Afonso e fortaleceram a Rede de Proteção.


PM

Ação conjunta da Polícia Civil do Tocantins e da Polícia Militar de Goiás resulta na prisão de homicida foragido de Araguaína

Ele é suspeito de ser o autor de pelo menos dois homicídios praticados, em Araguaína, nos anos de 2018 e 2019 e foi capturado, mediante cumprimento a mandados de prisão preventiva, oriundos da 1° Vara Criminal da Comarca de Araguaína.


Regularização

Governo inova em gestão e abre portas do Instituto de Terras do Tocantins para estágio em 2019

O Instituto de Terras do Tocantins vem trabalhando com responsabilidade e eficácia para contribuir a cada dia com o desenvolvimento do Estado.


CPPA

Suspeito de cometer homicídio em 2015 é preso pela Polícia Civil em Araguaína


Premiação

EDP, controladora da Investco e da Enerpeixe no Tocantins, está entre as 15 marcas mais valiosas no mundo


Resgate

Paciente em estado grave é transportado de Miracema para Palmas pelas equipes do CIOPAER e SAMU


TV

Gastronomia alemã é o próximo desafio do MasterChef


Encceja

100% das unidades prisionais e socioeducativos realizarão o Encceja PPL 2019


Turismo

Adetuc projeta aumento de turistas e movimentação de mais de R$ 118 milhões na Temporada de Praias 2019



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira