Thursday, 17 de October de 2019

SAÚDE


Sáude

Pesquisa da SBU revela que 49% dos homens não consultam o urologista

09 Jul 2013

Uma nova pesquisa realizada com mil homens em São Paulo trouxe à tona uma realidade alarmante para a saúde masculina: 49% dos homens nunca passou por uma consulta com o urologista. O estudo, feito pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) em parceria com a Bayer, teve o objetivo de avaliar o conhecimento masculino sobre a própria saúde, especialmente na idade adulta e na maturidade.

 

 

De acordo com o Dr. Aguinaldo Cesar Nardi, presidente da SBU, o urologista é o profissional de saúde que mais atende às necessidades do homem, acompanhando-o desde a infância até a maturidade. “Podemos tratar desde a fimose, na infância, e acompanhar o paciente em todas as etapas da vida, ajudando-o a lidar com a própria sexualidade e a contornar problemas como doenças sexualmente transmissíveis, hiperplasia prostática benigna, câncer de próstata, incontinência urinária e distúrbios androgênicos do envelhecimento masculino”, explica o especialista.

 

 

O médico ressalta a importância dos homens cuidarem da própria saúde. Segundo a pesquisa, 49% dos entrevistados nunca realizaram exames para detectar o câncer de próstata e 48% nunca fez exames para aferir os níveis de testosterona (hormônio masculino) no sangue. “Para ajudar a conscientizar os homens sobre os cuidados com a saúde é fundamental que haja acesso a este tipo de especialidade pelo SUS”, informa o Dr. Nardi. “Esta é uma luta da Sociedade Brasileira de Urologia junto ao Ministério da Saúde, pois existem poucos Centros de Saúde do Homem com atendimento na rede pública de saúde”, conta o presidente da SBU. 

 

No estudo, ainda foi constatado que 52% dos homens afirmaram saber o que é andropausa – baixa acentuada da testosterona em idosos. No entanto, todos os homens afirmam ter algum sintoma característico desta fase da vida, a saber: 39% aumento da circunferência abdominal (obesidade), 12% diminuição de pelos e alterações na pele, 10% problemas emocionais como depressão, ansiedade e irritabilidade, 16% queda no desempenho físico e mental, 13% redução do desejo sexual e 10% ausência ou diminuição de ereções espontâneas pela manhã.

 

 

“Saber reconhecer estes sintomas e procurar ajuda de um urologista pode ser muito benéfico para a qualidade de vida do paciente, especialmente na maturidade”, diz o Dr. Nardi. A diminuição do hormônio masculino interfere nos volumes da massa muscular e da massa óssea e também na cognição e raciocínio, além de claro, diminuir a libido dos homens, causando problemas de ereção. Segundo o médico, por conta da perda de massa óssea, o risco de fratura é dobrado. “E como vimos na pesquisa, apenas 10% dos homens sabem que existe o tratamento com reposição hormonal, que pode controlar os níveis de testosterona” informa. 

 

Para conscientizar sobre a importância dos cuidados com a saúde do homem a Bayer conta com ações de promoção à saúde e qualidade de vida para o público masculino e oferece também o site http://www.bayerparahomens.com.br/. Este ano, a companhia realizará, em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia, um mutirão para conscientização e prevenção de doenças para os homens. A ação acontecerá nos dias 15 e 16 de julho, na Estação Sé do metrô em São Paulo e oferecerá exames gratuitos como medição de glicemia, exames de IMC, peso, altura e pressão arterial, além de contar com orientação sobre cuidados básicos com a saúde a fim de prevenir doenças como diabetes, hipertensão, entre outras.

 

Fonte: Sociedade Brasileira de Urologia

COMPARTILHE:


Confira também:


Divisa de Estados

Governadores Mauro Carlesse e Mauro Mendes destacam aspectos positivos da rodovia Transbananal

Trecho em questão tem cerca de 90 km e corta a Ilha do Bananal, de Formoso do Araguaia (TO) a São Felix (MT).

Saúde

Opera Tocantins realiza quase 70 cirurgias em 10 dias e espera fechar outubro com mais de 150

As cirurgias acontecem em diversas Unidades Hospitalares do Tocantins sempre em horários diferenciado, fora da carga horária ordinária, como sábados, domingos, feriados, dias de ponto facultativo e ou em período noturno/madrugada.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira