Tuesday, 22 de October de 2019

VIVER


Seciju

Ações contra violações de direitos são realizadas em praias do estado

20 Jul 2019    00:54    alterado em 20/07 às 00:54
Ações contra violações de direitos são realizadas em praias do estado

No mês de julho as praias tocantinenses são grande alvo de turistas e banhistas. Por isso, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) está fortalecendo as ações para que direitos de grupos vulneráveis sejam preservados. As ações foram iniciadas em Porto Nacional, na praia de Porto Real na quinta-feira, 18, e no município de Pedro Afonso nesta sexta-feira, 19. Além da sensibilização com turistas e banhistas nas praias, as equipes técnicas também se reuniram com as Redes de Proteção dos municípios. 

A iniciativa é da Superintendência de Administração do Sistema de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente juntamente com a Diretoria de Direitos Humanos e objetiva ampliar o conhecimento da população sobre os direitos que devem ser garantidos a crianças e adolescentes, inclusão social e respeito às diferenças. Já as reuniões tem o objetivo de alinhar ações de mobilizações para fortalecimento da Rede de Proteção dos municípios na temporada de praias e também em outros períodos.

Para Gilberto da Costa Silva, superintendente de Administração do Sistema de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente, as violações de direitos de crianças e adolescentes são rotineiras e por isso todos devem estar alertas. “Temos trabalhado arduamente para sensibilizar os banhistas e frequentadores das praias de que as violações contra os direitos humanos acontecem em nosso cotidiano e que precisamos denunciar”, ressaltou.

Para a diretora de Direitos Humanos, Sabrina Ribeiro de Santana, os trabalhos de sensibilização devem ir além da prevenção e chegar aos agressores. “É aos poucos que conseguimos mudar paradigmas contra o enfrentamento da violência, trazendo inclusive o autor para participar de rodas de conversas e ações de sensibilização. Nossa obrigação enquanto Estado é responsabilizar e tratar ambos os lados para que a situação seja ajustada”, disse.

Ação nas praias

Nas praias as equipes abordaram banhistas e comerciantes. Para o casal Marionete Macieira Lima e Sebastião Lima dos Reis, que aproveitavam a praia de Porto Real, a orientação é necessária e auxilia a população.  “A pessoa precisa saber sobre seus direitos e sobre onde denunciar, e é importante estender este trabalho para as praias, pois é eficaz este método para chegar até as pessoas, já que as pessoas saem mais de casa nas férias”, disse Marionete.

A comerciante Ivete Miranda enfatizou que as ações são essenciais para conscientizar e prevenir ações que são fora da lei e moralidade. “Quando tem essas ações do Governo àqueles que têm uma intenção errada já se sentem intimidados de fazer o errado”, alertou Ivete que fez questão que em sua barraca fossem afixados cartazes das campanhas.

As gerentes Rejane Pereira Pinto, de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente, e Andreia das Neves Seles, de atenção à primeira infância, ressaltam que toda a sociedade é responsável pela garantia e preservação dos direitos. “A própria Constituição Federal nos esclarece, em seu artigo 227, que somos todos responsáveis pelas crianças e adolescentes, e como representantes do Estado viemos até a sociedade explicar e tirar dúvidas quanto ao que deve ser feito em defesa de crianças, adolescentes e às minorias”, expôs Rejane.

Rede de Proteção

As reuniões com a Rede de Proteção desdobraram em outras ações. Em agosto, a Seciju será parceira de um Passeio Ciclístico, em Porto Nacional.  A ideia é distribuir informação e sensibilizar sobre as violações de direito e contra a exploração sexual e trabalho infantil, mas desta vez, a defesa dos direitos será protagonizada pelos pais.

COMPARTILHE:


Confira também:


Economia

Governador destaca mineração como fator de desenvolvimento econômico e geração de empregos

Declaração do Chefe do Executivo ocorreu durante leilão da jazida de minério de Palmeirópolis, nesta segunda-feira, 21, no Rio de Janeiro. Expectativa é que dois mil empregos sejam gerados com a instalação no empreendimento

Economia

Comércio puxa recuperação na oferta de vagas de emprego no estado

Ainda sobre o Caged, setembro mostra que Araguaína foi a cidade com maior variação negativa (-139 vagas) e Porto Nacional com variação positiva (167 vagas). A capital Palmas registrou uma variação de – 42 vagas.



Cooperação Técnica

Governo assina termo de Cooperação Técnica com instituições públicas e privadas para execução de ações de pesquisa e extensão agropecuária

Termo estabelece condições para o bom andamento dos trabalhos propostos na área do Centro Agrotecnológico de Palmas


Outubro Rosa

Resolve Palmas promove palestra sobre prevenção ao câncer de mama

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama é o tipo da doença mais comum entre as mulheres no Brasil e depois do câncer de pele não melanoma, correspondendo a cerca de 25% dos casos novos a cada ano. No Brasil, esse percentual é de 29%


Legislativo Municipal

Câmara de Palmas funcionará em novo endereço a partir de 2020

A estrutura da 104 Norte tem área total edificada de 5.065,55 metros quadrados, contra os 4.300 m² do prédio atual, localizado na Teotônio Segurado.


Saúde Animal

Seu Pet pode ser um doador de sangue


GOTE

Suspeito de cometer crime de coação é preso pela Polícia Civil no Norte do Estado


Educação superior

Universidade Estadual prorroga inscrições para Vestibular 2020/1 até 7 de novembro


Porto Cereais

Governo do Estado avalia concessão de benefícios fiscais para empresa que exporta feijão para China e Índia


AL

Presidente da ATS deve ser convidado a prestar esclarecimentos


TJTO

“Tudo funciona melhor quando nos colocamos na posição de ouvinte”, destaca o presidente do TJ ao abrir seminário



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira