Thursday, 22 de August de 2019

VIVER


Gurupi

Fesc dá oportunidade a jovens talentos

24 Sep 2008

O Festival da Canção de Gurupi (Fesc) foi considerado um sucesso, tanto pelo público quanto pela organização do evento. Durante o festival as pessoas se surpreenderam com as músicas e a performance dos artistas. Os participantes provaram que realmente têm talento. Já o público, além de ouvir atentamente todos os concorrentes, também puderam prestigiar artistas como Chico Chokolate, Paulo Albuquerque, Everton dos Andes, Mara Rita e Diomar Naves.

O Festival premiou os três primeiros colocados. Na categoria solo, Letícia Melo ficou em terceiro lugar com a música “Navegar”, de Ademilde C. Brito; em segundo lugar, ficou Wesley Simon, com a música “Ser humano animal”, de sua própria autoria; e quem levou o primeiríssimo lugar foi Mayara Peres, com a música “Um Blues por nós”, de Paulo Albuquerque, que também ganhou troféu de melhor arranjo. Mayara também foi considerada a melhor intérprete. Já na categoria Banda, o terceiro lugar ficou com Nose Blend com a música “Confissão de Reuel Secunde”; quem levou o segundo lugar foi a Banda S-6, com o trabalho “Futuro”, de Wellington Ribeiro; e o Engenho Novo, que apresentou a música “Amuleto”, de Diego Soares, ficou em primeiro lugar.

A presidente da Fundação Cultural de Gurupi, Lucirez Amaral, disse que a volta do Fesc foi muito positiva, principalmente por oportunizar a apresentação de novos e grandes talentos. Segundo ela, o nível das músicas foi muito bom. Lucirez disse que a partir desta edição há um novo ânimo e que vai trabalhar para que o Fesc continue, independente de quem esteja no poder. Ela lembrou ainda da importância que tem o festival para a cultura tocantinense. “O festival é um termômetro. A partir destes eventos é que os talentos são descobertos e se começa a incentivar para tornar público o trabalho destes jovens”, conclui.

 

 

Público e novos talentos falam do festival

Mayara Peres disse que a vitória foi o reconhecimento de um trabalho árduo de anos, que contou com a ajuda de muitos amigos. A cantora lembrou ainda que deseja continuar a parceira com o compositor da música que a fez conquistar o primeiro lugar.

Diego Soares, integrante da Banda Engenho Novo, disse que ficou muito feliz com o resultado do festival. “É o reconhecimento de todo um trabalho”, argumentou, acrescentando que “a felicidade é mais completa ainda porque a vitória veio de um festival que considero o melhor do estado, porque abre espaço para todos os estilos”.

Juraci Teles, que esteve presente durante as três noites de evento falou que a volta do Fesc representa expressão cultural para Gurupi. De acordo com ele, Gurupi está entregue às músicas sem qualidade. “Gurupi sempre foi referência cultural, mas lamentavelmente os festivais estavam esquecidos”, disse Juraci.

Chico Chokolate contou que o Fesc voltou em sua forma original, como a 15 anos, revelando gente nova. De acordo com ele, o festival foi diferente, de música jovial, onde os jovens puderam mostrar o que estavam guardado dentro deles. Segundo o músico, o resultado do Fesc foi especial. “O resultado destas três noites é um termômetro para continuarmos trabalhando para que o Fesc continue desta forma, revelando gente nova”, expôs.

O fundador do festival, Paulo Albuquerque, disse que o evento voltou bem. Ele acredita que festivais têm que renovar e que o Fesc apresentou esta característica. “É o evento que dá mais oportunidade para a música livre, já que a maioria dos festivais é para músicas regionais”, pontuou. Paulo ainda lembrou que o Fesc é um evento que não tem interferência de ninguém e que isso faz com que as pessoas se sintam mais a vontade para compor. “No Fesc vemos muito a coisa do jovem, músicas que não costumam ser veiculadas no rádio. Só por isso já vale a pena. Eu torço para que o festival continue crescendo, quero que ano que vem o Fesc venha com algumas inovações e que realmente seja a oportunidade para novos talentos. Acredito que tem tudo para dá certo”, finalizou o músico.

COMPARTILHE:


Confira também:


Justiça

União pode bloquear repasses voluntários a estados, decide STF

A possibilidade do bloqueio está prevista no artigo 11 da Lei de Responsabilidade Fiscal (LC 101/2000), cuja validade é julgada nesta quarta-feira pelo plenário do Supremo.

Operação Medusa

Polícia Civil prende 15º suspeito da Operação Medusa

Deflagrada no último dia 15, a Operação Medusa visa combater ataques criminosos ocorridos em 2018 a mando de facção criminosa de renome nacional.


Saúde

Pacientes do Tocantins correm o risco de ficar sem diálise

Instituto de Doenças Renais não recebe repasses desde abril. 140 pacientes serão prejudicados pela ausência de recursos para oferecer o tratamento adequado


Fotografia

Dia da Fotografia com a TIM: dicas para tirar boas fotos e ofertas em smartphones

Quando o assunto é fotografia, o foco é o mais importante na hora de fazer os cliques. O elemento a ser destacado deve estar claro e bem posicionado.


Festival Gastronômico

Prefeitura lança programação artística do 13º Festival Gastronômico de Taquaruçu


AL

Audiência pública homenageia UMA e Siqueira Campos


Agricultura

Seminário de Apicultura supera expectativa em números de participantes


Futebol

Capital empata com Palmas na abertura do Estadual de Futebol Sub19


Taquaruçu

Governo inaugura Núcleo de Identificação de Taquaruçu e entrega viaturas e armamentos para a Polícia Civil


Sanidade Animal

Adapec reúne mais de 70 médicos veterinários autônomos para debater sanidade animal



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira