Sunday, 25 de February de 2018

Sunday, 25 de February de 2018

VIVER


UFT

Projeto da UFT estimula reflexão sobre preconceitos raciais por meio da prática de capoeira

20 Mar 2017

Promover a reflexão e a superação das práticas e ações que configuram racismo, marginalização e preconceitos étnico-raciais através da prática de capoeira. Essa é motivação maior do projeto "Jogando capoeira angola, Quebrando preconceitos", uma ação de extensão organizada pelos professores Francisco Gonçalves e Rafael Matos, do colegiado de Pedagogia campus da UFT em Miracema, em parceria com o aluno e professor de capoeira Diego Alves.

Iniciada em dezembro de 2016, a Aliás, a iniciativa teve participação decisiva do professor Alves, que é aluno do primeiro período de Pedagogia, e que já tinha experiência na prática de Capoeira Angola. Observou-se, durante discussões no Campus, que não havia nenhuma atividade de extensão lúdica, com poder pedagógico e reflexivo, principalmente voltado para diminuição dos impactos diários do preconceito racial, e que agregasse as comunidades acadêmica e externa. A Capoeira Angola aparece como uma nova experiência para o debate.

Segundo o professor Rafael Matos, a "roda de capoeira" é reconhecida como patrimônio histórico e cultural do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e faz parte da nossa identidade. Além disso, a capoeira é uma performance cultural e prática ritual que envolve muitos elementos e sentidos.  O professor destaca a importância do projeto na UFT. "Ao oferecer essa prática, a UFT cumpre seu papel enquanto instituição de ensino, tendo em vista que tal atividade articula o tripé acadêmico (ensino, pesquisa e extensão) e possibilita a prática gratuita de uma atividade secular que possibilita uma consciência corporal, histórica e cultural, com forte caráter pedagógico", afirma.

Atividade física, capoeira e música

As atividades são divididas em três momentos: o alongamento do corpo, que permite o exercício, o jogo da capoeira em si, e, por fim, o manuseio dos instrumentos musicais próprios da capoeira angola. Os professores participam e estimulam os alunos na prática e na participação no projeto de extensão.

O "Jogando capoeira angola, Quebrando preconceitos" é gratuito e aberto para a comunidade de Miracema, Tocantínia e cidades do entorno, e também para a comunidade acadêmica (alunos e servidores) do campus. Essa primeira turma vai até abril, com 30 vagas preenchidas. Mesmo com a turma completa, os interessados podem se inscrever junto à coordenação de Pedagogia ou com algum dos organizadores, caso algum dos participantes, eventualmente, desista.

O professor Gonçalves faz uma avaliação do andamento do projeto. "O Jogando capoeira angola, Quebrando preconceitos foi recebido de forma muito positiva na comunidade e tem fomentado um debate étnico-racial forte, bem como permitido a vivência de novos valores por parte dos participantes", declara. Ao final do primeiro ciclo, será feita uma avaliação, com os pontos positivos e negativos do projeto de extensão, para a melhoria da iniciativa, e então é aberto um novo ciclo e as suas inscrições.

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

0

PARABÉNS!
PARABÉNS!

0

BOM
BOM

1

AMEI!
AMEI!

0

KKKK
KKKK

1

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

1

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

0

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


PDRIS

Marcelo Miranda entrega trechos de rodovias recuperadas no norte do Estado

Foram entregues, nesta etapa, 176,76 km de rodovias recuperadas pelo Programa de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS)

Mulheres

Mulheres poderão participar de cursos para aprender fazer reparos, manuseio de ferramentas e uso de máquinas elétricas

Oficinas em comemoração ao Dia da Mulher são oferecidas de graça pela Ferpam; inscrições vão até o dia 06 de março


Concurso

Vencedores de concurso de redação, filhos de moradores do Residencial Lago Sul I, ganharão bicicletas

Crianças e adolescentes de 10 a 15 anos, filhos dos moradores do Residencial Lago Sul I, estão participando do I Concurso de Redação promovido pela Secretaria Municipal de Habitação com tema “O Meio Ambiente do Meu Condomínio”


Saúde

Deputados mobilizam-se para evitar perda de recursos na Saúde

Com a avocação, o projeto será incluído na ordem do dia da próxima sessão ordinária, prevista para a manhã desta quinta-feira, 22, e deve ser aprovado com facilidade para que o Estado não seja punido pelo governo federal


Tocantins

Tocantins recebe oficinas de formação do projeto Formação para o Controle Social no SUS


Unitins

Unitins comemora 28 anos com consolidação em três regiões do Estado


TRE

TRE-TO descentraliza atendimentos e vai até eleitores das regiões de difícil acesso e assentamentos


Hanseníase

Projeto Roda Hans - Carreta da Saúde com foco no combate a hanseníase é lançado no Tocantins


Cláudia Lelis

Vice-governadora entrega benefícios durante aniversário de Mateiros


Violação de Direitos

Defensoria Pública denuncia violação de direitos de camponeses em Palmeirante, no Norte do Estado



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira