Monday, 01 de June de 2020

VIVER


Artes plásticas

Tocantins, o paraíso das cores vibrantes

17 Dec 2008

Há quem diga que mesmo após a exposição de Anita Malfatti na Semana de Arte Moderna de 1922, não houve quem acreditasse tanto na ousadia das cores. Mas a era modernista vivida pela artista plástica Nonata Moraes, transporta - em tela – a essência e o universo fascinante do Estado do Tocantins, com suas cores vibrantes. Pinceladas densas e “sem a preocupação” de equilíbrio semiótico permeiam o trabalho da artista, que rompe o objetivo simétrico das formas e se entrega ao eufemismo da história do Estado.

“Nas minhas telas eu busco paz. Essa paz eu busco na música, nas coisas boas da vida, e nas minhas viagens pelo interior do Estado”, explica a artista. Nonata diz apostar na criatividade e no desequilíbrio moderado das situações. A tela Festa no Jalapão, por exemplo, é uma das obras que a artista ousa na figuração de personagens - brincando nas dunas íngremes da região. A obra Os Mascarados de Taguatinga expõe a cultura regional da cidade com riqueza de detalhes e cores intensas.

Longe de princípios estéticos e conservadores, Nonata procura em suas obras, um equilíbrio psicológico, “mesmo que isso não signifique harmonia nas cores e combinação estética”. Para ela, a arte deve ser despolarizada e aberta a modificações culturais constantes. “Existem múltiplas interpretações para essas obras. Todo mundo tem o direito de interpretá-las como quiser. A arte é livre”, defende, e acrescenta: “Eu acredito nas cores e no efeito que elas produzem”.

 

A artista

Nonata é formada em Assistência Social e autodidata em pintura há quatro anos. Nesse tempo, pincelou cerca de 30 telas e hoje diz apostar na carreira. A artista está ansiosa em apresentar suas obras a um curador em São Paulo, para que este certifique sua exposição na capital tocantinense em 2009. Os interessados em manter contato com a artista, o telefone é: 63 9994-9228.

COMPARTILHE:


Confira também:


COVID-19

Tocantins contabiliza 4.176 casos, com 2.769 pacientes em isolamento

No total, já são 73 pacientes que foram a óbito

Pioneira

Luto na Comunicação Tocantinense: jornalista Kibb Barreto morre aos 53 anos

A jornalista foi pioneira de Palmas, e chegou ao Tocantins, vinda de Goiânia, sua terra natal, ainda quando a capital estava provisoriamente em Miracema.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira