Palmas, 23/08/2017

Geral

Palmas

Moradores das regiões Norte e Leste apresentam propostas para a Revisão do Plano Diretor

  • A importância de se ouvir as propostas da comunidade, para a região onde residem foi ressaltada na abertura do evento pelo presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano de Palmas (Impup), Ephim Shluger.

Prefeitura de Palmas

Moradores das regiões Norte e Leste apresentam propostas para a Revisão do Plano Diretor



Recursos naturais, principalmente hídricos, que potencializam o turismo e a produção agrícola são algumas das características das regiões Norte e Leste, que foram discutidas em reunião Comunitária de Revisão do Plano Diretor, na manhã deste sábado, 12. O evento aconteceu na Escola Municipal Beatriz Rodrigues, na Arno 43.
 
A importância de se ouvir as propostas da comunidade, para a região onde residem foi ressaltada na abertura do evento pelo presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano de Palmas (Impup), Ephim Shluger. "O Plano Diretor é um processo contínuo, após aprovado vira um instrumento de trabalho, é o planejamento para estruturar melhor a cidade. Isto é, deve ser participativo, o diálogo com a comunidade é muito importante nesse processo para que o gestor não fique isolado no gabinete", ressaltou.
 
Potencialidades
Na parte urbana, a utilização do Lago de Palmas para o turismo e lazer é um dos potenciais da região Norte, a exemplo da praia da Arnos, e toda a margem a ser explorada. Outro potencial é de urbanização de interesse turístico. Já na parte rural a região tem vocação para a produção da agricultura familiar.
 
Já a parte Leste abriga o que pode se chamar de "Caixa Dágua de Palmas" em razão da quantidade de afluentes que abastecem a cidade, como os ribeirões Taquarussu Grande, e Taquarussusinho, dentre outros. A proposta é a implantação de projetos de preservação das águas.
 
Outro potencial apresentado foi à construção na região da unidade de pesquisa da Embrapa, que pode ser fonte de desenvolvimento de projetos pelos produtores rurais da região.
 
Comunidade    
Dentre as demandas e propostas apresentadas pela comunidade está a inclusão no perímetro urbano do Plano Diretor dos loteamentos Sonho Meu e Sonho Novo, que já possuem características urbanas, mas que estão na zona rural. "Estamos a sete quilômetros do Palácio, mas não temos serviços básicos, nossa proposta é que após o Água Fria, seja incluído no perímetro urbano do Plano Diretor", disse o presidente da Associação de Moradores do Sonho Meu, Raimundo Nonato da Silva Júnior.
 
A regularização do setor Lago Norte, também com inclusão no perímetro urbano foi a proposta do morador do local, Pastor Ari. Já o chacareiro Geany Aguiar, além da inclusão do Sonho Meu no perímetro urbano, propôs "a criação de um parque de proteção na nascente e entorno do córrego Água Fria".
 
Na ocasião, o Secretário de Desenvolvimento Urbano, Regularização Fundiária e Serviços Regionais, Ricardo Ayres, explicou que: "várias demandas colocadas pela sociedade já estavam sendo observadas pela equipe técnica e deverão ser incorporadas ao texto final do plano, a exemplo do planejamento de áreas de contenção e transição entre o rural e o urbano. Com isso, poderá ser possível regularizar imóveis e ocupações forma ordenada e planejada".
 
Agenda
A reunião na região Norte, foi a quarta de uma série de cinco, onde estão sendo coletadas propostas para a elaboração das diretrizes de desenvolvimento do Plano Diretor de Palmas. A próxima reunião acontece o dia 19 de agosto, Escola de Tempo Integral (ETI) Anísio Spínola Teixeira, no setor Bertaville, em conjunto com a audiência pública do Plano Plurianual (PPA). "Esta reunião em conjunto é uma inovação que acontece em Palmas que é muito importante para a cidade, já que o Plano Diretor orienta as outras políticas de desenvolvimento do município, como o PPA", ressaltou Shluger.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus