Palmas, 20/10/2017

Viver

Palmas

“Uma árvore por pessoa”, propõe Glô Amastha durante lançamento do Projeto Pé de Sombra

  • É uma ação da FMA, idealizada pela primeira-dama Glô Amastha e teve o projeto paisagístico assinado em parceria entre o Instituto Municipal de Planejamento Urbano de Palmas (Impup) e o curso de arquitetura da Ulbra.

Junior Suzuki

“Uma árvore por pessoa”, propõe Glô Amastha durante lançamento do Projeto Pé de Sombra



Com o compromisso assumido de plantar uma árvore durante a Primavera, que inicia nesta sexta-feira, às 17h02, a primeira-dama de Palmas, Glô Amastha, convidou os alunos e servidores da Escola de Tempo Integral (ETI) Almirante Tamandaré a serem multiplicadores desta ideia, que tem como principal objetivo contribuir para que Palmas conquiste um clima mais ameno e saudável. "Hoje somos mais de 280 mil habitantes em Palmas, Se cada um de nós plantar apenas uma árvore, em pouco tempo teremos uma floresta urbana, meio ambiente saudável e ainda uma diversidade de frutas nativas", avaliou. O convite da primeira-dama foi feito à comunidade durante o lançamento do Projeto Pé de Sombra, que tem como objetivo inicial realizar o plantio de 36 mil árvores em Palmas.

 

Além de conforto urbano, clima mais ameno, com expectativa de redução de 5°C e 7°C (centígrados) na temperatura média da Capital, o Projeto Pé de Sombra ainda é uma ação de enfrentamento às queimadas, que todos os anos castigam Palmas e o Tocantins. "Podemos ser o embrião de uma atitude sustentável, que se abraçada por todos, pode reverter esta triste realidade enfrentada hoje pelo Tocantins, de estar entre os estados com maior registro de queimadas no País. Embora leiga, entendo que este é um prejuízo incalculável no que diz respeito a nossa flora e fauna", avaliou Glô Amastha.

 

O presidente da Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMA), Evercino Moura dos Santos Júnior, se disse gratificado por poder participar de um momento emblemático como o lançamento do Pé de Sombra. "Enquanto vivemos uma realidade de agressão ao meio ambiente, aqui em Palmas propomos o contrário. Estamos plantando árvores. E isso, junto com as crianças, que aprendem na prática o valor e a importância de cada planta para compor um ambiente de harmonia entre ser humano e natureza", comemorou o presidente Evercino.

 

A solenidade de lançamento do Pé de Sombra contou com apresentação artística de alunos, oficina de reciclagem e produção de objetos de artes, confeccionados a partir de sementes, folhas e galhos secos. Também foram os alunos que ajudaram no plantio simbólico de árvores frutíferas – caju, acerola, goiaba, jambo, amora e açaí - no pátio da ETI Almirante Tamandaré. A aluna do 1º ano, Antoniele da Silva Costa, de 6 anos, disse estar muito feliz por plantar sua primeira árvore. "É muito bom plantar uma árvore. Eu vou poder ver ela crescer junto comigo", comemorou orgulhosa.

 

O Projeto

O projeto Pé de Sombra foi desenvolvido a muitas mãos. É uma ação da FMA, idealizada pela primeira-dama Glô Amastha e teve o projeto paisagístico assinado em parceria entre o Instituto Municipal de Planejamento Urbano de Palmas (Impup) e o curso de arquitetura da Ulbra. O plantio obedece à normatização do Plano de Arborização do Município, que identificou déficit arbóreo na Arse 132, além das particularidades da escola. Realizado pela Fundação Municipal de Meio Ambiente, a ação conta ainda com a parceria das secretarias Municipais de Educação, da Infraestrutura, de Comunicação, Impup e Ulbra.

 

O lançamento contou também com as presenças do secretário municipal de Educação, Danilo de Melo Sousa, da presidente da Sociedade Amigos da Marinhas (Soamar), Valquíria Rezende e da vice-prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, além de professores e diretores das escolas da rede municipal ensino e da comunidade do entorno da quadra Arse 132.

 

Programação

Além do lançamento do Pé de Sombra, outras ações foram realizadas na manhã desta quinta-feira, para comemorar o Dia da Árvore. A escola Aurélio Buarque de Holanda, no jardim Aureny I recebeu o plantio de 20 mudas de árvores. Também foram plantadas mudas na escola privada Mackenzie e na empresa Ferpam, tudo no período da manhã.

 

Às 14 horas, o Viveiro Educador, da FMA, recebe 21 alunos do Centro de Ensino Médio (CEM) Santa Terezinha, de Miracema, que vêm conhecer o trabalho desenvolvido no local, a exemplo do berçário de sementes, plantio e cultivo de mudas, projeto Renova Palmas, dentre outros.



Confira também


Comentários

comments powered by Disqus