Sunday, 09 de August de 2020

VIVER


O CIRCO VAI À SUA CASA

Festival de Circo de Taquaruçu inicia edição histórica em meio à pandemia

01 Jul 2020
Festival de Circo de Taquaruçu inicia edição histórica em meio à pandemia

A partir desta quarta (1) até domingo (5) serão quase 40 horas de programação online para todas as idades, distribuídas em várias plataformas. Salas interativas de teleconferência receberão 12 oficinas, que ainda estão com inscrições abertas. No Youtube ,espetáculos gratuitos e apresentações interativas com vendas de ingressos antecipados. No Instagram uma série de lives com destaque para o espetáculo CIRCONECTADOS, apresentação dos palhaços da etnia Krahô, além de Dona Aurinda do Prato (BA) e do Mestre Palhaço Pimenta (CE).

Quem pode imaginar um circo sem gente, um espetáculo sem público? Estes são os desafios que atingiram em cheio o Circo Os Kaco e que serviram como principais motivações para a reinvenção do Festival de Circo de Taquaruçu. Em sua sétima edição, o maior evento circense do Norte do Brasil surge como um farol de resistência cultural brasileira em plena pandemia e reúne mais de 50 artistas de todas as regiões do Brasil e de outros países da América Latina, para uma programação que começa nesta quarta (1), e vai até domingo (5).

Uma das marcas registradas do FCT são os espetáculos chamados varietés, onde artistas de vários lugares e de diferentes linguagens e expressões, se unem para a criação de uma obra inédita. “Este ano não está sendo diferente, recebemos mais de 150 números circenses gravados em vídeos e, com base neles, montamos quatro espetáculos que serão transmitidos  gratuitamente pelo Youtube”, destacou a coordenadora geral do evento, Marcela Pultrini. Os espetáculos Quarentenades, Noite da Palhaçaria e Salve Quem Me Ensinou, acontecem respectivamente quinta, sexta e sábado, sempre às 20h no canal do Youtube.

Espetáculo Quarentanades (dia 2 de julho), estrelando Palhaço Pingo (AM), Duo Desequilíbro (GO/Venezuela), Cia Lamparim (CE), Giovanna Assumpção (SP), Dani Maimoni e Franco Garcia (SP / Argentina), Bruno Ramos (PR), Isis Machado (RJ), Cia Los Trancos e Barrancos (SP), Dominique Martins (RS). A cerimônia do espetáculo será por conta do Circo Os Kaco.

Espetáculo Noite da Palhaçaria (dia 03 de julho), estrelando Pimenta Malagueta (GO), Gabriel Sant´Anna (RJ), Palhaça Dolores Paz (DF), Palhaço Pão de Ló (RJ), Palhaça Dondoca (RJ), Palhaço Gangiarra (PE), Palhaço Bibildo (CE), Cibele Mateus (SP). O espetáculo terá como mestras de cerimônia as Palhaças Pitomba, Geleia e Cumprida.

Espetáculo Salve Quem Me Ensinou (dia 04 de julho), estrelando Palhaço Jerônimo (SP), Adrielly Ordones e Cristian Naigua (RJ/Venezuela), Poema Mühlenberg (DF), Debora di Sá (GO), André Bandeira (MA), Mano a Mana (SP), Coletivo Fuscirco (CE), Tariana Zacariotti + Irmãos Giller (qual UF?), Belyza Bitencourt (TO), Daniela Rojas e Alex D´Hernandez (Venezuela).

A programação traz ainda três experiências interativas que necessitam de ingressos antecipados. Do Rio Grande do Norte direto para a telinha do festival, Piruá de Circo (sábado 16h) é o espetáculo comemorativo de 13 anos do Palhaço Piruá. Traz a saga desse personagem que acredita que sua felicidade virá quando conseguir um milhão de seguidores, mas ao final percebe que é bem assim. Já de Minas Gerais, a Cia Circunstância chega com o espetáculo Circo de Família (domingo 10h), onde o casal Tica Tica do Fubá e Alegria Também, além do pequeno Pirueta Ravioli, seguem empenhados em levar a arte da palhaçaria aos quatro cantos deste "vasto mundo de Raimundo".  No repertório, recheado de conquista, jogo duro e sedução, a obra expõe os sentimentos humanos presentes nas relações familiares com humor e diversão.

Com o formato de Palestra Show, a Palhaça Birita, usa a comicidade para tratar do capacitismo, que é o preconceito com as pessoas com algum tipo de deficiência. Em Muros e grades são invenções humanas (sábado 10h), a personagem de Ariadne Antico revela a trajetória dessa artista paulista que nasceu com um tipo de paralisia cerebral (leia entrevista com a artista no blog do festival). Todos os espetáculos interativos necessitam de ingressos antecipados, com preço sugerido de R$10 (adquira aqui).

O canal do Youtube do festival ainda recebe o show Amanda Canto Violado, encerrando o festival no domingo às 20h. A Violeira e cantadora goiana, Amanda Ricoldi recebe convidaos como Filpo Ribeiro, maria Caroline e Leo da Rabeca.

Acontece no Instagram
A programação do Festival de Circo de Taquaruçu que será realizada na rede que tem conquistado os internautas durante a quarentena começa já nesta quarta sobre cultura popular e realiza lives com Projeto Vereda (19h) e com Mestre Vermelho (20h). Na quinta o festival realiza uma live com a Rede Corpo Bambu (19h). Já no sábado tem live de dois grandes mestres da cultura popular brasileira: do Ceará, Mestre Palhaço Pimenta (14h) e a sambadeira baiana, Dona Aurinda do Prato (19h). Junto dos sacerdotes do riso, Hotxuá, eles são os homenageados do festival este ano, que também lançou uma campanha de financiamento coletivo como o tema #SalveQuemMeEnsinou, para ajudá-los a continuar seu legado em meio à pandemia e ao isolamento visual.

O Instagram será também o palco de outra grande experimentação, o Espetáculo Circonectados, que acontece no domingo às 18h. Para o diretor artístico do evento, Kadu Oliviê “será uma grande brincadeira,onde convidaremos o público a percorrer vários perfis dos artistas nesta rede social ao longo de um mesmo espetáculo, estimulando uma verdadeira exploração da arte circense pelas conexões virtuais”. O espetáculo será estrelando por Rodrigo Mallet (SP), Sara Peper (Argentina), Palhaço Espeto (AP), Marianna Delesporte (PR), Trupebacia  (AM), Palhaço Bambam (PB), Emerson Noise (SP), Trupe Rais, com Palhaces Siririca e Sujeitão (BA) e Aisha Britto (BA)

Oficinas para artistas, crianças e família
De quarta até domingo acontecem doze oficinas na programação do Festival de Circo de Taquaruçu. Todas ainda estão com inscrições abertas e podem ser feitas aqui, com contribuição solidária a partir de R$10. A programação inicia na quarta com a oficina de Parada de Mão, com Carlo Goidanich (10h) e de Construção de Prato Chinês (17h), com Cézar Martínez (México) que está aberta para crianças e famílias. Na quinta tem oficina de Contorção (9h), com Dominique Martins , Palhaçaria Musical (10h) , com Tetê Purezempla e Confecção de Chico  Circense (17h), cmo Karina Bredariol. Na sexta tem oficina de Truques na Perna de Pau (10h), com Davi Maia e Mímica (17h), com Bruno Saggese.

Sábado começa com a oficina de Acrobacias Aéreas (9h), com Felipe Nickning, e a oficina Circo em Família (9h) realizada pela Cia Teatro de Anônimo e dedicada a crianças e seus cuidadores. Voltada para crianças, adolescentes, educadores e qualquer interessados em reutilização de materiais recicláveis, tem as oficinas de Construção de Brinquedos (sábado 17h), com Leandro Delgado e a de Lixomentos Musicais (domingo às 16h), com Murilo Tenório. A programação formativa traz ainda a oficina de Acroyoga (domingo 9h), com Ludimilla Cançado.

O festival conta ainda com uma programação especial realizada em parceria com a Rede Circo do Mundo Brasil, dedicada ao universo do Circo Social. De quarta à sexta às 16h horas, acontecem  lives com pesquisadores como Marco Bortoleto, Lua Barreto e Cláudio Barria, que serão transmitidas para o Facebook da Rede Circo do undo Brasil e retransmitidas para o Youtube do festival.

COMPARTILHE:


Confira também:


Covid-19

Tocantins registra 561 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 31.663 casos no total, destes, 19.341 pacientes estão recuperados, 11.871 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 541 pacientes foram a óbito.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira